Como montar uma loja virtual passo a passo com pouco dinheiro

Você planeja criar uma loja online, mas não ousa investir? Você gostaria de criar seu próprio emprego e não sabe como fazê-lo? Você quer começar a ganhar dinheiro on-line por conta própria e quer trabalhar duro nisso?

O título do artigo pode ser um pouco exagerado, porque para fazer uma loja online, se você vai precisar de um pequeno investimento financeiro, e especialmente um grande investimento na forma de tempo, mas queria transmitir a ideia de que é possível criar um negócio e-commerce sem a necessidade de um investimento econômico significativo.

Como você sabe, hoje é possível vender produtos pela Internet para todo o mundo.

Também é possível criar uma loja online sem a necessidade de conhecimentos de informática. Atacadistas ou dropshippers podem enviar diretamente seus produtos para seus clientes.

Há informações suficientes na Internet para aprender os fundamentos do marketing on-line, e empresas como o Paypal facilitam muito a implementação de um sistema de pagamento eficaz. Então, qual é a desculpa para aprender a configurar a loja online que você quer?

OS 10 PASSOS PARA CRIAR UMA LOJA ONLINE

Vou resumir o processo de como criar uma loja online em 10 passos, muito resumidamente e acima, para que você possa ter uma idéia do que seria essencial começar a vender em sua própria loja online:

1. ESCOLHA O NOME E O DOMÍNIO DA SUA LOJA ONLINE

Esta é uma das partes mais atraentes de todos os projetos, então eu coloquei no começo para encorajar a equipe. A escolha de um bom nome é essencial em uma loja online.

Tanto o nome quanto o domínio devem ser capazes de lembrar e escrever com facilidade, devem ser o mais curtos possível e, se possível, descritivos.No caso do domínio, se também contiver alguma de nossas palavras-chave, isso nos ajudará a nos posicionar nos mecanismos de pesquisa por esses termos.

2. ESCOLHA UMA BOA EMPRESA DE HOSPEDAGEM

Este é praticamente o único investimento que você terá que fazer para criar sua loja on-line, portanto não seja mesquinho e procure uma empresa que ofereça uma hospedagem e garantia de qualidade.

A velocidade da sua loja on-line é fundamental, tanto para os usuários quanto para o posicionamento dos mecanismos de pesquisa. Uma página lenta deixa os usuários cansados ​​de esperar e sair da página, enquanto o Google, por exemplo, penaliza as páginas que levam mais de X segundos para serem carregadas, enviando-as para o final dos resultados da pesquisa.

Você deve pagar mais no Adwords por ter uma página lenta!

Certifique-se de que sua empresa de hospedagem garanta espaço suficiente para sua loja on-line e uma boa velocidade de conexão. Ao contratar um bom serviço de hospedagem, você também evitará quedas desnecessárias de servidores e poderá ter sua loja disponível 24 horas por dia, 365 dias por ano.

3. ESCOLHA UM DROPSHIPPER

Algum tempo atrás nós explicamos como o método de dropshipping funciona. Basicamente é sobre o nosso atacadista ou distribuidor, enviando diretamente os produtos que nossos clientes compraram em nossa loja online para sua casa. Obviamente, o atacadista dropshipper enviará o produto sem qualquer distintivo de sua empresa, adicionando ao pacote sua própria fatura, se desejar.

Desta forma, o cliente fica igualmente satisfeito e evitamos ter que investir no estoque de produtos, ou nos preocupar com a logística. A empresa dropshipping cuidará de tudo isso.

Logicamente, como regra geral as margens não serão tão grandes como se comprássemos os produtos primeiro, mas para iniciar um negócio de e-commerce, começarmos a ter clientes e ver como tudo funciona, eu vejo isso como a solução ideal para quem não pode investir em um grande número de produtos.

Existem muitas listas de atacadistas e dropshippers, certifique-se de escolher uma das garantias, realizar algum teste antes de vender diretamente para seus clientes e ter mais um selecionado no caso de você ter que mudar.

4. USE UM BOM CMS PARA E-COMMERCE

Atualmente, existem muitos CMS para comércio eletrônico totalmente gratuitos e totalmente confiáveis. Todos eles são projetados em maior ou menor extensão para que possam ser usados ​​por pessoas sem muito conhecimento técnico.

Além disso, sendo ferramentas de código aberto e conhecido por um grande número de profissionais, há muitas empresas e profissionais liberais que por uma pequena taxa pode alterar ou estender essas funcionalidades você não pode fazer em seu próprio país.

Sem querer morar ou entrar em comparações, para um projeto ou fazer compras sem muitas complexidades, escolha sem hesitação Prestashop, em grande parte devido à sua facilidade de uso, mas também por sua “leveza” bom posicionamento natural e muitas opções facilmente configuráveis.

Outros CMS que também são recomendados são: Magento, osCommerce, VirtueMart (Joomla), Zencart, OpenCart, Digistore ou Drupal Ecommerce.

Todos eles permitem a seleção de modelos de design diferentes, gratuitos e pagos, que cobrirão todas as suas necessidades. Escolha um modelo com um design atraente, utilizável e orientado para a ação para criar sua loja on-line.Ao escolher a hospedagem leve em conta que você tem o CMS que você escolheu pré-instalado, então a instalação será automática e simples.

5. PERSONALIZE SEUS PRODUTOS

Muitos atacadistas fornecem lojas on-line com seus catálogos de produtos em formatos que podem ser enviados para sua loja automaticamente e, assim, todos os produtos podem ser exibidos em um tempo muito curto. Não é uma má idéia começar, mas é básico personalizar todos os textos na loja.

A longo prazo, os únicos produtos que serão posicionados corretamente serão aqueles que você modificou e os usuários apreciarão não encontrar o mesmo texto que verão em outras lojas. Expanda as informações com detalhes do produto, fotos, métodos de uso. Use a imaginação.

6. ADICIONE TODOS OS MÉTODOS DE PAGAMENTO POSSÍVEIS

É essencial oferecer o máximo possível de métodos de pagamento em sua loja online. Se você puder oferecer 4, melhor que 3. Ainda há pessoas que não confiam em comprar on-line e só fazem pedidos em lojas que ofereçam o método Cash on delivery, uma vez que eles só pagam ao receber o pacote. Outros, sempre usam o cartão porque entendem que haverá uma empresa por trás e alguns usam uma transferência bancária porque é mais conveniente para eles.

7. CRIE UM BLOG QUE ACOMPANHA A LOJA

Como expliquei em SEO mini-guia para fazer compras on-line, existem casos em que é praticamente impossível fazer descrições longas ou para fornecer conteúdo valioso para a nossa loja online. Nesses casos, é essencial criar um blog para atrair tráfego para a loja.

Embora seja sempre aconselhável criar um blog que fala sobre a nossa indústria e tudo o que o rodeia, e nós também servem para promover os nossos produtos de qualquer forma, direta ou indiretamente.

Pouco a pouco, você estará se posicionando para os tópicos abordados nos artigos e isso trará a você um tráfego de qualidade disposto a comprar seus produtos. Então, ao criar uma loja online, não esqueça de criar um blog para acompanhá-lo.

8. REGULE A SUA SITUAÇÃO LEGAL

Legalmente, você não pode vender produtos a menos que seja um trabalhador autônomo ou uma empresa. Além disso, na maioria dos casos, a criação de um SL é recomendada. especialmente para a questão da responsabilidade civil.Criar uma Parceria Limitada é um processo que, embora possamos nos comportar, é provável que decidamos deixá-la nas mãos de uma agência.

Verifique se você tem todos os documentos em ordem, contratar um seguro e cumprir todas as leis aplicáveis ​​antes de iniciar a sua aventura, uma multa ou financeira por não agir corretamente, poderia limpar o seu negócio e seu projeto.

9. CRIAR CAMPANHAS DE PUBLICIDADE ONLINE

Graças à publicidade on-line, podemos tornar nossa loja on-line conhecida de maneira econômica, mas acima de tudo de maneira escalonada. Usando as ferramentas de análises disponíveis para nós Internet adequadamente livre, vamos saber exatamente quais campanhas publicitárias nos dar benefícios e que não funcionam e pode rapidamente corrigir e evitar perdas desnecessárias.

Desta forma, podemos obter benefícios em um curto espaço de tempo, e reduzir o investimento para “o que ganhamos a cada mês”, portanto, menos o pequeno investimento inicial, o resto da publicidade poderia ser pago sozinho. A capacidade de cada um para alcançar esses benefícios pode fazer a diferença no futuro.Para começar a anunciar na internet, recomendo usar publicidade nos resultados de pesquisa do Google usando o Google AdWords.

10. MARKETING ONLINE DE TRABALHO

Sua loja online funciona corretamente e você já fez uma venda através do Adwords, algum outro sistema de publicidade ou de uma forma natural. Ok, agora é a hora de expandir o número de vendas.

Crie sua própria estratégia de marketing on-line: faça ofertas especiais, prepare uma estratégia de mídia social, organize concursos, faça um acompanhamento personalizado de seus clientes, escreva comunicados à imprensa, … Faça todo o possível para divulgar sua marca e seus produtos.

Como em todas as empresas, você deve vender para sobreviver. Não adianta que sua loja seja a melhor, se ninguém souber, não adianta que seus preços sejam os mais competitivos se ninguém vir seus produtos. Você deve fazer o esforço para sair e vender, ou pelo menos realizar as ações de marketing relevantes para alcançar as vendas necessárias.

O ideal é começar com marketing no início da criação de uma loja online, não espere porque os clientes não chegarão.

Descubra Como Ganhar R$10.000,00 Mil Reais Por Mês Através Da Internet A Partir Do Zero Mesmo Sendo Iniciante Com Essa Aula

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *