10 dicas de Como conseguir o primeiro emprego rápido mesmo sem ter experiência

Vamos ver neste conteúdo 10 dicas de Como conseguir o primeiro emprego rápido mesmo sem ter experiência.

Em um mundo de trabalho cada vez mais competitivo, no qual não importa repassar os outros para alcançar o que você propõe (além disso, parece quase que esse tipo de comportamento que traz à tona o nosso lado mais psicopata é necessário para prosperar), conseguir um bom emprego torna-se um desafio, se já não foi antes.

Se levarmos em conta que, para algumas pessoas, é o primeiro emprego, a dificuldade se multiplica.

Embora se diga que atualmente as gerações mais jovens são mais preparadas e treinadas, as garantias de encontrar um emprego de acordo com esse aprendizado não são assim.

Muitas empresas exigem novos candidatos demandas contraditórias: por um lado, anos de preparação acadêmica e estudos superiores; por outro, experiência profissional suficiente no setor para o qual você deseja trabalhar.

Uma tendência cada vez mais variável

Embora ainda haja um longo caminho a percorrer, cada vez mais empresas apostam em um modelo de contratação para jovens inexperientes que não têm experiência no mercado de trabalho.

Há muitas vantagens em contratar jovens promessas, apesar da inconveniência (ou oportunidade?) De nunca ter trabalhado, porque o novo sangue pode proporcionar uma visão renovada e criar novos horizontes, graças ao conhecimento atualizado que eles têm.

10 dicas para conseguir um emprego sem ter experiência de trabalho

Se você faz parte do novo grupo de alunos recém-saídos da faculdade, se você acabou de concluir um ciclo de treinamento ou se não quiser continuar estudando e decidir embarcar no mundo do trabalho para conseguir um emprego e não ter experiência.

E aqui está uma lista de 10 Dicas que podem ajudá-lo arrumar emprego:

1. Escreva um CV atraente

Em geral, considera-se que um bom currículo é aquele em que há muitos lugares em que trabalhamos e estudamos. No entanto, quando tentamos ajudar aqueles que terão essa seção praticamente vazia, o que está envolvido é que eles usam o currículo para se auto-promover.

Um primeiro passo será analisar a situação do mercado de trabalho no setor que nos interessa (nível de demanda, treinamento requerido e preferências pessoais). Quando detectamos as posições que nos interessam, será necessário moldar nosso currículo para tentar ajustá-lo da melhor forma possível à oferta selecionada.

Se apresentarmos a nossa candidatura pela primeira vez para um trabalho, o currículo será a nossa ferramenta para incluir todas as informações consideradas relevantes para contribuir para a eleição. Se a complementarmos com uma carta de apresentação bem escrita, as possibilidades aumentarão.

2. Uma boa carta

A carta de acompanhamento servirá para nos informar pessoal e profissionalmente, além das informações que podem ser lidas no currículo.

Podemos aproveitar a oportunidade para explicar nossas habilidades, forças, motivações e aspirações no local de trabalho, bem como para mostrar nosso desejo de trabalhar na empresa.

Uma boa estratégia é demonstrar tudo o que se sabe sobre a empresa, para reforçar a ideia de que estamos empolgados com a idéia de trabalhar lá.

É cada vez mais comum adicionar essa redação ao currículo, por isso é importante bordar essa seção. Desta forma, quem quer que tenha lido, perderá de vista o fato de que não temos experiência de trabalho e veremos um potencial em nós para fazer parte da equipe de trabalho.

3. Não pare de treinar

Não importa que os nossos estudos tenham terminado, é importante compensar a falta de experiência de trabalho com outros conhecimentos, que podem ser adquiridos participando de cursos (alguns, privados, outros gratuitos), ciclos de treinamento, palestras, mestrados ou mesmo lendo por conta própria publicações e livros relacionados.

Embora não seja uma relação perfeita de causa e efeito, quanto mais especialização no mesmo campo, mais possibilidades serão contratadas. Afinal, é sempre melhor ter domínio em um campo profissional do que saber um pouco sobre diferentes campos.

4. Investigue o terreno

Graças à Internet, você pode saber tudo o que é conveniente sobre qualquer empresa. Realizar investigações exaustivas em toda a rede de empresas nas quais poderíamos nos encaixar é um dos truques ideais para quem procura trabalho. Um bom truque é começar com as redes sociais (não existe uma empresa que atualmente ainda não tenha um perfil para ser conhecido).

Como essas buscas nem sempre valem a pena tão rapidamente quanto gostaríamos, não devemos cair em desânimo e fingir que essa tarefa de pesquisa é um trabalho para o qual dedicaremos um número fixo de horas por dia.

Além disso, quando selecionamos uma empresa que nos interessa, podemos usar as informações que coletamos sobre ela e adicioná-las ao CV ou mostrar o que temos de conhecimento profissional em um interrogatório de emprego em uma empresa.

5. Ser um empreendedor ou freelancer

Se a ideia de trabalhar para um chefe não apenas o seduz, há sempre a opção de iniciar e iniciar seu próprio negócio. Se você tiver endosso suficiente, é necessário encontrar o que seria nosso projeto perfeito (de acordo com nossas habilidades e conhecimentos) e registrar-se como autônomo.

Outra opção é se registrar como freelancer. Trabalhar sozinho tem suas vantagens: cada um distribui seus horários e responsabilidades; embora às vezes você dependa demais do acaso, porque há surtos nos quais o trabalho transborda a nós e a outros, nos quais podemos passar períodos em que há menos trabalho. Como no empreendedorismo, trata-se de identificar o que somos bons e o que gostamos, para nos dedicarmos a isso.

Ambas são boas opções para pessoas sem experiência de trabalho que acreditam que pode ser um impedimento a ser contratado no trabalho.

6. Inscrever-se em um estágio ou bolsa de estudos

Este é um dos truques perfeitos se acabamos de nos formar ou obter nosso diploma. Graças a acordos com empresas para realizar estágios ou para obter bolsas de estudo, a possibilidade de entrar no mercado de trabalho é aberta para começar a ganhar experiência.

Embora não assegurem estabilidade (e, em grande parte, não costumam ser remuneradas), ser um estagiário pode ser o prelúdio de uma futura contratação na mesma empresa, com seu contrato e salário correspondentes. Se, após a conclusão do contrato, nenhum trabalho for obtido nesse site, ter sido na prática pode ser um trampolim que permita que você seja contratado em outra empresa.

7. Especialmente nas primeiras

Não feche as portas vezes, não é aconselhável ser muito requintado com nossas aspirações. Tenha cuidado, não pretendemos aceitar tudo sem condições, mas estabelecer mínimos, embora o que encontramos não seja o que mais gostamos. Isso aumentará as chances de encontrar o emprego que, no começo, estamos procurando.

8. Constância

Uma das chaves mais importantes para encontrar um emprego com pouca experiência é a perseverança. Pesquisar sem parar, ir aos sites apropriados para apresentar nossa candidatura, participar de palestras ou exposições, são boas maneiras de nos manter ativos e não desmaiar ao longo do caminho.

9. Paciência

Esta última seção é mais uma recomendação do que um truque, mas é igualmente útil. Não é incomum para nós sermos invadidos por preguiça, desânimo ou pressa de querer encontrar um emprego imediatamente.

Você tem que manter uma cabeça fria e assumir que o processo pode prolongar (com certeza o faz) com o tempo; e, por sua vez, aceite que haverá ocasiões em que veremos um panorama futuro sombrio. Ninguém disse que era fácil, mas você tem que aturar isso.

Gostou desse conteúdo com as 10 dicas de Como conseguir o primeiro emprego rápido mesmo sem ter experiência?

Descubra Como Ganhar R$10.000,00 Mil Reais Por Mês Através Da Internet A Partir Do Zero Mesmo Sendo Iniciante Com Essa Aula

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *